quarta-feira, 29 de abril de 2009


“A verdade é que as primeiras mudanças são tão lentas que nem se notam, e a gente continua se vendo por dentro como sempre foi, mas de fora os outros reparam."

Gabriel Garcia Marquez

Não me digam que espere, eu quero já.
Cedo era ontem, amanhã é tarde.
Capitão de navios que já não há,
não vou deixar que o tempo me deserde.
Portanto, agora!


Torquato da Luz

Namaste

Bom finzinho de tarde...




"Mesmo que seja um sonho,
mesmo que seja uma ilusão,
se existe dentro de você,
é porque é para você."

Zibia Gasparetto

segunda-feira, 27 de abril de 2009


Eu tenho pena da lua!
Tanta pena, coitadinha,
Quando tão branca, na rua
A vejo chorar sozinha!...

As rosas nas alamedas,
E os lilases cor de neve
Confidenciam de leve

E lembram arfar de sedas...
Só a triste, coitadinha...
Tão triste na minha rua
Lá anda a chorar sozinha...

Eu chego então à janela:
E fico a olhar para a lua...
E fico a chorar com ela!...


Florbela Espanca

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Bom dia! A Flor



Penso que cultivo tensões
como flores
num bosque onde
ninguém vai.


Cada ferida — perfeita —,
fecha-se numa minúscula imperceptível pétala,
causando dor.


Dor é uma flor como aquela,
como esta,
como aquela,
como esta.


Robert Creeley
Trad. Régis Bonvicino

sábado, 18 de abril de 2009

Boa noite e bons sonhos!


Sua ausência me sobra.
Isso me dilacera o corpo e a alma.
Deve ser por isso que às vezes eu choro.
Outras vezes eu rosno.
Mas tem dia em que eu uivo.
Mesmo quando falta lua-cheia.

(Os Sintomas - Silvana Guimarães)


Em colcha florida
Me deitei.
Pássaros pintados
Escutei.
Grinaldas nos ares
Contemplei.

Da morte e da vida
Me lembrei.
Dias acabados
Lamentei.

(Flores singulares
Não bordei.
A canção trazida
Não cantei.

Naveguei tormentas pelos quatro lados.
Não as amansei!
Ó grinaldas, flores, pássaros pintados,
Como dormirei?)


Cecília Meireles


A Bagagem do Poeta



Um poeta arruma a bagagem:
O circo que carrega desde
A mais longínqua infância.
Com sua lona furada,
Por onde choviam estrelas cadentes.

Dentro da maleta
Uma bailarina e três segredos,
Guardados
No fundo da sapatilha esgarçada;
O mago e o dicionário de palavras
Mágicas, quase inexistentes;
Um acrobata e a escada do vento
Para subir nos telhados
E colher vagalumes.

Roseana Murray

sexta-feira, 17 de abril de 2009


"Amanhã é dia de nascer de novo." (Caio Fernando Abreu)

Feliz fim de semana!


Cartas imaginárias

Rita Apoena

Querida Teresinha,
Quanto tempo a gente leva para repousar os olhos nas pessoas ao nosso redor?
E ir deslizando pelos pequenos detalhes, na beleza não manifesta e, ao mesmo tempo, ofuscante? Quanto tempo a gente leva para repousar os olhos nos olhos do outro, sem qualquer pressa, sem procurar ali dentro o próprio reflexo? Foi esses dias, Teresinha, eu aninhei as mãos de minha avó por dentro das minhas, encostando o meu rosto em seus dedos tão frios, como se ela tivesse acabado de nascer em seu corpinho já envergado pelo tempo e marcado pelos dias. Naquele segundo, eu entendi que nada era mais urgente, nem mais importante, do que ouvir a minha avó reaprendendo a falar... e que eu sequer começaria a ver alguém - além de mim mesma - se não pudesse enxergar as pessoas para as quais olhei a vida inteira.

Clik na imagem!


"Perfeição demais me agita os instintos.

Quem se diz muito perfeito
Na certa encontrou um jeito insosso
Pra não ser de carne e osso."


(Zélia Duncan e Moska)

" Será como a flor. Se tu amas uma flor que se acha numa estrela, é doce, de noite, olhar o céu. Todas as estrelas estão floridas."

Exupéry





Longe uma pálida Estrela
Sua luz alçou –
A Lua o chapéu de prata
Lívida soltou –
Clara iluminou-se a Noite
No Salão Astral –
Meu Pai, ao Céu me dirijo,
Tu és pontual –


Emily Dickinson

Animais da Fazenda do Tio Zeca



Na fazenda do tio Zeca,
Tem animal de todo tipo.

Tem cavalo apressado,
Que fica correndo pelo pasto,
Com as patas no ar,
Parece até que vai voar.

Tem galo, metido a artista.
Fica cantando o dia inteiro
Estufando o peito,
E ele leva o maior jeito!

Tem cachorro engraçadinho,
Alegre e bem agitado
Que nunca fica parado.

Tem gato esperto e ligeiro,
Que fica em cima na janela
De olho no assado de berinjela.

Tem até ave de rapina.
Uma águia rápida como o vento,
Sempre com olhar atento.

Tem macaco com o cipó na mão
Se joga pra lá, se joga pra cá,
E não cai no chão.

Tem uma pequenina borboleta,
Que bate as asas com leveza,
E voa! Voa que é uma beleza!


Paty Padilha

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Fases



a
...lua
..........minguante
...........................de
.................................tédio

ficou
.........cheia
...................de
........................razão

subiu
..........no
...............salto

numa
..........crescente

..........................vida
.................................nova

Cláudia Gonçalves

Não estou falando de um mundo cor-de-rosa ou de pessoas perfeitas, sempre prontas para nos acolher, amar, caminhar ao nosso lado. Não falo disso, mas da tristeza nos olhos de quem vira as costas e a gente não vê. A beleza por dentro de um peito encouraçado que a gente não sente. A solidão de quem afasta um amor e se deita em camas tão frias. É do instante quando os olhos se perdem no nada e nenhuma mentira é capaz de enganar si mesmo. É desse instante solitário, desse instante sem abraço, que eu digo. Todo mundo vai virar as costas ou dizer que merece coisa melhor ou debochar das mentiras que eles contaram... mas a gente pode sempre voltar e acolher com amor, ser os primeiros a começar.


Afinal, se a hostilidade do mundo despertar a nossa, quem vai ser o primeiro a sorrir?


Rita Apoena

"Ternura é aquele afeto brando, que no amor nos leva a dar mais do que receber."

(Manuel Bandeira)

quarta-feira, 8 de abril de 2009


... Num tempo sem tempo,
Carta e cartão abraçados
à palavra vão,
levando saudade
e afeto pro seu coração...

(Gaiô)

Rosa vermelha



Flor Vermelha encanta ao desabrochar
Rosa Divina em todo amar
Em minha vida trouxe amado acalentar...

Precede sempre as minhas angústias
Traz dentro de mim, paixão sem medidas
Alma que ampara meus dias...

À ti um sentimento foi entregue

Em tuas mãos meu coração estás vivo...

(beics)


A gente sempre deve sair à rua como quem foge de casa,
Como se estivessem abertos diante de nós todos os
caminhos do mundo.Não importa que os compromissos,
as obrigações, estejam ali...Chegamos de muito longe,
de alma aberta e o coração cantando!...

(Mario Quintana)

Quero amigos ...


Que me tragam dúvidas e angústias
e aguentem o pior de mim.
Para isso só sendo louco.
Quero os santos
para que duvidem das diferenças
e peçam perdão pelas injustiças.

Feliz Páscoaaaa

Carta



(“As cartas de amor são ridículas...” Fernando Pessoa)

Ouso dizer-te, meu amor,
que tua ausência é uma mesma carência de mim.
Nossos eus se emaranham e já não sei em
que ponto me quedo, em que ponto te levantas.
A que limite sou eu que te busco, ou tu que me alcanças?
Quando prosa ritmada, quando verso sem pé? Faca ou colher?
Abissal ou vazante de maré? Quando manha, quando ferida?
Onde pecado, onde pudor? Em que berço com teus sonhos me deito?
Com meus sonhos te despertas em que leito?
Cara ou metade? Lucidez ou enfermidade?
Se resquício de ti, se memória de mim, já o que importa?
Onde defeito , onde um querer-te assim mais que perfeito, sem fim?

Fernando Campanella