quarta-feira, 8 de setembro de 2010




Quem foi que disse que é impossível ser feliz sozinho
Vivo tranqüilo, a liberdade é quem me faz carinho

Marisa Monte


Cortinas de seda
o vento entra
sem pedir licença

Leminski




Quero apenas cinco coisas..
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos.
Não quero ser... sem que me olhes.
Abro mão da primavera para que continues me olhando.

Pablo Neruda

"Sonhei e fui, sinais de sim,
Amor sem fim, céu de capim,
E eu olhando a vida olhar pra mim.

Sonhei e fui, mar de cristal,
Sol, água e sal, meu ancestral,
E eu tão singular me vi plural."

 

Lenine


domingo, 5 de setembro de 2010



"Elegância é a arte de não se fazer notar,
aliada ao cuidado sutil de se deixar distinguir."

Paul Valery


Quando penso que escapei de minha timidez, há um gesto
inesperado que me faz corar e regressar, rendido, para a
ausência de lugar. O corpo não é um esconderijo seguro.

Fabrício Carpinejar


Para fazer uma obra de arte não basta ter talento, não basta ter força, é preciso também viver um grande amor.
Wolfgang Amadeus Mozart




Tudo o que eu faço
alguém em mim que eu desprezo
sempre acha o máximo.
Mal rabisco,
não dá mais para mudar nada.
Já é um clássico.

Paulo Leminski







"Abrindo um antigo caderno foi que eu descobri:
Antigamente eu era eterno."

Paulo Leminski


 


Você sabia que a lua
Ainda não foi visitada?
Que há sempre uma lua nova
Dentro de outra, e encantada?

Carlos Drummond de Andrade


Um poema de amor



Não sei onde estás, se falas ou se apenas olhas o horizonte,
que pode ser apenas o de uma parede de quarto. Mas sei que
uma sombra se demora contigo, quando me pergunto onde estás:
uma inquietação que atravessa o espaço entre mim e ti,
e te rouba as certezas de hoje, como a mim me dá este poema.

Nuno Judice


CROMO

No silêncio luminoso da tarde
as árvores desfolham-se em pardais.

Helena Kolody


Faça o que lhe digo. Solte primeiro uma borboleta.
Se não amanhecer depressa, solte outras de cores diferentes.
De vez em quando , faça partir um barco.
Veja ande vai.
Se for difícil, suprima o mar
E lance uma planície.


Aníbal Machado




"Uma vida sem amor é
como árvores sem flores
e sem frutos.
E um amor sem beleza
é como flores sem perfume.
Vida, amor, beleza:
eis a minha trindade."

(Gibran, Temporais)


Tem sempre um pôr-do-sol
esperando para ser visto,
uma árvore,um pássaro,
um rio,uma nuvem...
Imagine.
Invente.
Sonhe.
Voe...

Caio Fernando Abreu

Dever de Sonhar




Eu tenho uma espécie de dever, dever de sonhar,
de sonhar sempre, pois sendo mais do que um espetáculo
de mim mesmo, eu tenho que ter o melhor espetáculo
que posso. E, assim, me construo a ouro e sedas, em
salas supostas, invento palco, cenário para viver o meu
sonho entre luzes brandas e músicas invisíveis.

Fernando Pessoa