segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Não deixo de acreditar nas coisas porque não existem.
Eu também posso me inventar para elas.


Fabrício Carpinejar

Um comentário:

Iara disse...

Olá, Paty!
`
Parabéns pelo blog estou amando... e tbm seguindo.
beijos